Tag Archives: 2010

displicente

6 jan

é estranho como a gente, se não prestar a devida a atenção, se perde na vida. Eu estava lendo alguns textos meus do ano passado, e que coisa mais maluca. Tanta coisa que eu já nem lembrava a respeito de mim, meus sonhos, Deus e etc. Essa displicência que toma conta não é boa. É como se fosse uma bola de neve, ou quando a gente vai deixando pra arrumar a papelada, o guarda-roupas ou outras coisas pra depois. Chega uma hora em que a bola de neve fica infinitamente maior, a papelada ainda mais de cabeça pra baixo e o guarda-roupas cada vez com mais roupas reviradas; e a gente para e se pergunta: “como é que eu vim parar aqui, desse jeito?”

Ontem, eu ouvi uma das mensagens de fim de ano do Ed René Kivitz, da Ibab, a do dia 27/12/2009, ele disse que a vida não perdoa os displicentes. Mas é tão sutil essa displicência toda, tão sutil. Começa abrindo mão de uma coisinha aqui, outra ali, quando vê tudo ficou tão, tão desesperador e sem sentido. Até ler meus textos, não tinha a menor noção de que as coisas estavam nesse pé. Vou precisar tomar mais cuidad nesse 2010, pra não abrir mão, não desistir, e manter a calma. Enfim, meio confuso esse post, eu sei. Mas é isso.

Anúncios

Um oitavo cumprido.

3 jan

É isso mesmo. Dividi minhas tarefas desta semana em oito partes, e o que tava definido pra hoje consegui cumprir, com muita paciência (bendita impressora!) O conteúdo a ser estudado já tá todo certinho e impresso em mútiplas cores, já que meu cartucho preto não existe mais. Não que isso seja uma coisa importante de se postar, mas é que é uma conquista muito particular, porque eu tenho uma tendência de não terminar o que eu começo; mas hoje consegui, um oitavo, mas consegui!

Bem que me disseram que 2010 iria ser bom, ta  até dando um “kick ass” em 2009 já no segundo dia. Que venham mais dias, um de cada vez.

2010 chegou

1 jan

Bom, chegou.

E o mais interessante é que eu fiquei esperançosa. Não sei como, não sei porque. É sempre diferente quando se começa o ano com pessoas que são muito queridas. Apesar de esse 2010 não ser o ano que eu havia planejado, ele começou bem, me contagiou com sua esperança. E é isso que eu espero que dure, e dure, e quando não tiver mais forças, ainda dure. Ano da paciência, da solidariedade, da criatividade, mas principalmente da espera. Então eu finalizo assim, meu primeiro post do ano. Esperando e sabendo que:

“Esperar é reconhecer-se incompleto.” [Guimarães Rosa]

Incompleta sigo. 2010, será sim, um bom ano.

em 2010

31 dez

lá vai a lista de proposições, promessas,resoluções…

– estudar mais ainda, dessa vez que nem louca, mesmo.
– perder pelo menos 5, dos 10 quilos que eu adquiri esse ano.
– ser uma pessoa mais sociável.
– praticar algum esporte, luta, dança…
– diminuir o consumo de refrigerantes e junk food.
– blogar mais vezes.
– ler mais livros, não tem coisa melhor.
– aprender a dirigir bem, dirigir eu já sei.
– passar nas primeiras fases das minhas amadas universidades (as segundas fases são só em 2011).
– pouparei algum dinheiro da minha mesada, pra minha viagem de férias pra Austrália (algum dia dessa minha vida).
– Respirar fundo mais vezes.
– Adquirir muita, muita, mas muita paciência.
– serei uma pessoa mais solidária.
– Viver um dia de cada vez.
– estudarei matemática, como nunca antes na vida.

deve ter mais coisas, mas isso é o que eu lembro de resoluções de ano novo, esse 2010 que eu ainda tenho relutado pra aceitá-lo. Mas que venha, que traga alegria, lições, muitas surpresas boas e muita, mas muita vida.

Feliz 2010!

Sensação estranha.

30 dez

Sei lá, mas bateu uma sensação tão ruim em mim agora a respeito de 2010. To com medo de não conseguir estudar, direito, de novo. Acho que vai ser o ano da paciência, artigo de luxo que me falta, sempre faltou.

Tomara que ela resolva dar o ar da graça neste 2010.
Feliz ano novo.